A  Chave da vida

O Matrimônio: Um Grande Ato de Adoração


Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Dois ciclos de oração que uma pessoa casada realiza são melhores que (o feito de) um homem solteiro que passa a noite orando e jejua durante o dia”. Man La Yahduruhul Faqih, vol. 3, p. 384

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Uma pessoa casada dormindo é melhor ante Deus que um solteiro que jejua durante o dia e passa a noite de pé orando”. Bihar al-Anwar, vol. 103, p. 221

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Os melhores da minha comunidade são os casados e os piores são os solteiros”. Bihar al-Anwar, vol. 103, p. 221

Disse o Imam Sadiq (A.S.): “Certa feita um homem veio até meu pai. Ele (A.S.) lhe perguntou se ele tinha uma esposa e ele respondeu que não. Então, meu pai disse que ele não gostaria de possuir o mundo e tudo que ele contém, mas tendo que dormir uma noite sem ter uma esposa. Depois, ele acrescentou que dois ciclos de orações que realiza um homem casado são melhores que um homem solteiro que passa a noite de pé orando e jejua durante o dia. Em seguida, ele (A.S.) lhe deu sete moedas de ouro (Dinar) e lhe disse para ele casar-se com aquilo”. Bihar al-Anwar, vol. 103, p. 217

Incentivar o Matrimônio


Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “A pessoa que se casa ganha metade da sua Fé, então, ela deve temer a Deus na outra metade”. Al-Kafi, vol. 5, p. 328

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “A maioria das pessoas do Inferno serão os solteiros”.
Man La Yahduruhul Faqih, vol. 3, p. 384

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “O mais vil de vossos mortos são os solteiros”.
Al-Tahthib, vol. 7, p. 239

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Quem deseja encontrar a Deus estando limpo e purificado deve casar e ter uma esposa”. Man La Yahduruhul Faqih, vol. 3, p. 385

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Casa-te, senão tu se contarás entre os irmãos de Satanás”.
Bihar al-Anwar, vol. 103, p. 221

O Matrimônio: a Chave da Misericórdia Divina e a Boa Moral


Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “São abertas as portas do céu da misericórdia em quatro momentos: quando cai a chuva, quando o filho olha afavelmente a face dos seus pais, quando se abre a porta da Caaba e quando o casamento (ocorre)”. Bihar al-Anwar, vol. 103, p. 221

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Casai vossos filhos, visto que Deus melhorará a sua moral, ampliará o seu sustento e incrementará o seu senso de honra”. Bihar al-Anwar, vol. 103, p. 222

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Casai e dai as vossas filhas em casamento, pois é uma grande fortuna para qualquer homem muçulmano dar sua filha (ou irmã) em casamento”. Al-Kafi, vol. 5, p. 328

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Não há nada mais querido para Deus, Imponente e Majestoso, do que uma casa cimentada no Islam por meio do casamento; e não há nada mais detestável para Deus, Imponente e Majestoso, que uma casa destruída no Islam pela separação (isto é, o divórcio)”. Al-Kafi, vol. 5, p. 328

Apressar o Casamento


Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Por certo que as donzelas virgens são como o fruto de uma árvore; quando está maduro e não é colhido, o sol o corrompe e os ventos o espalham. O mesmo acontece com as virgens; quando alcançam aquilo que alcançam as mulheres, não têm mais remédio que o casamento, e se isso não acontece, nada as manterá seguras de cair na corrupção, visto que elas são humanas”. Al-Kafi, vol. 5, p. 337
Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Não há jovem que tenha se casado no início da sua juventude, sem que seu demônio brame: ‘Que desgraçado! Mas que desgraçado! Colocou-se a salvo de mim em dois terços de sua religião’”. Bihar al-Anwar, vol. 103, p. 221
Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Ó comunidades de jovens! Quem dentre vós é capaz de casardes, que se case, visto que isso é o mais efetivo para recatar o olhar e resguardar mais as partes íntimas”. Mustadrak al-Wasail, vol. 14, p. 153
Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Por certo que Ele proibiu o celibato, e proibiu que as mulheres renunciem ao matrimônio e que se abstenham de estar com seus maridos”. Mustadrak Wasail-ash-Shiah, vol. 14, p. 248

Ajudar a que se Estabeleça um Matrimônio



Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Aquele que se esforça para unir dois crentes muçulmanos num casamento legítimo, de modo que eles se casem sob a divina lei, Deus lhe casará com uma huri de grandes olhos e haverá para ele a recompensa de um ano de adoração por cada passo que ele dê ou cada palavra que ele pronunciar”. Bihar al-Anwar, vol. 103, p. 221

Disse o Imam Amir al-Muminin Ali (A.S.): “A melhor das mediações é que intercedas entre duas pessoas em um (assunto de) casamento, de modo que ambos se casem sob a lei de Deus”.
AI-Tahthib, vol.7, p. 415 & Al-Kafi, vol. 5, p. 331

Disse o Imam Kazim (A.S.): “No Dia do Juízo, o Dia em que não haverá nenhuma sombra, exceto a sombra de Deus, três pessoas tirarão proveito da sombra do Trono de Deus: o homem que propiciou o casamento do seu irmão muçulmano, ou aquele que o haja servido, ou aquele que guardou seus segredos por sua causa”. Bihar al-Anwar, vol. 74, p. 356

Disse o Imam Sadiq (A.S.): “Quem propicia o casamento de um solteiro estará entre aqueles a quem Deus olhará (com misericórdia) no Dia da Ressurreição”. AI-Tahthib, vol. 7, p. 404

Disse o Imam Kazim (A.S.): “No Dia da Ressurreição, Deus terá uma sombra especial de misericórdia sobre a qual ninguém residirá senão os profetas, ou os seus sucessores, ou um crente que tenha libertado um escravo crente, ou um crente que tenha pagado a dívida de outro crente ou um crente que uniu em casamento um crente solteiro”. Bihar al-Anwar, vol. 74, p. 356

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Aquele que procura unir dois crentes muçulmanos em casamento legítimo para que eles se casem sob a lei divina, Deus lhe casará com mil huris (donzelas do Paraíso com olhos largos e negros), cada uma das quais estará em um castelo de pérolas e rubis”. Wasail ash-Shiah, vol. 20, p. 46

A Esposa e o seu Dote


Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “O mau augúrio de uma mulher é o excesso de seu dote e suas más maneiras”. Bihar al-Anwar, vol. 58, p. 321

Disse o Imam Abu Abdullah (o Imam Sadiq): “Os ladrões são de três grupos: aqueles que negam o zakat, os que consideram lícito (não entregar) o dote das mulheres e aqueles que fazem empréstimos tendo a intenção de não devolver”. Bihar al-Anwar, vol. 96, p. 12

Disse o Imam Sadiq (A.S.): “Certamente que uma das benções da mulher é o custo baixo do seu dote, ao passo que um dos seus maus augúrios é o alto custo do seu dote”. Man La Yahdurulul Faqih, vol. 3, p. 387

Disse o Imam Amir al-Muminin Ali (A.S.): “Não exagereis no dote das mulheres, pois isso causa inimizade”. Wasail-ash Shiah, vol. 21, p. 253

Disse o Imam Sadiq (A.S.): “Os piores pecados são três: matar um animal (sem razão), reter o dote de uma mulher e negar o pagamento de um trabalhador”. Bihar al-Anwar, vol. 64, p. 268

O Dote: quanto menos melhor


Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “O matrimônio de maior benção é o que ocasiona menos gastos”. Kanz al-Ummal, vol. 16, p. 299

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “As melhores mulheres de minha comunidade são aquelas que quanto mais belas são suas faces, menor são os seus dotes”. Bihar al-Anwar, vol. 103, p. 236

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Casai mesmo que com um anel de ferro (como dote)”.
Kanz al-Ummal, vol. 16, p. 321

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Quem dá como dote um punhado de trigo ou de tâmaras (com a anuência do parceiro), sem dúvida, que seu casamento é lícito e correto”. Kanz al-Ummal, vol. 16, p. 321

Disse o Imam Sadiq (A.S.): “O Mensageiro de Deus (S.A.A.S.) casou Ali (A.S.) com Fátima (A.S.) com base num escudo que valia trinta Dirhams”. Wasail-ash Shiah, vol. 21, p. 251

O Matrimônio deve se Estabelecer com Base na Fé e na Sinceridade


Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Quando alguém se dirigir a vós para casar-se e vós aprovais o seu caráter e sua religião, então casai-vos com ele. Se vós não o fizerdes, vós causareis uma grande peste e decadência na Terra”. AI-Tahthib, vol. 7, p. 394

Imam al-Jawad (A.S.) escreveu numa carta: “Quem vos solicita em casamento sendo que vós estais convencido da sua religião e honestidade, então casai-se com ele”. AI-Kafi, vol. 5, p. 347; Man La Yahdhuruhul-Faqih, vol. 3, p. 393; AI-Tahthib, vol. 7, p. 394

Certa vez, um homem disse ao Imam Hussain (A.S.) que ele tinha uma filha e lhe perguntou a quem ele aconselharia dar a sua filha em casamento. O Imam respondeu: “Casai-a com quem (tenha Fé e) tema Deus, Imponente e Majestoso, pois ele a amará e a respeitará, e caso ele se aborreça com ela, ele não a machucará”. AI-Mustatraf, vol. 2, p. 218

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Aquele que casar a sua filha com um ímpio, em verdade, cortou os vínculos de parentesco com ela”. AI-Muhajjat al-Baida, vol. 3, p. 94

A Intenção do Homem ao Casar-se


Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Quem casa com uma mulher tão-somente por sua beleza (independente da sua fé), não chegará a ver (ganho) naquilo que ele gosta; quem casa com uma mulher tão-somente por sua riqueza, Deus o abandonará com aquela riqueza somente. Com efeito, cabe a vós procurardes uma esposa religiosa”. Al-Tahthib, vol. 7, p.399

Disse o Imam Sadiq (A.S.): “Quem casar com uma mulher procurando a sua riqueza, Deus o abandonará apenas com aquela riqueza”. AI-Kafi, vol. 5, p. 333

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Quem casar com uma mulher por sua riqueza, Deus o abandonará apenas com ela; quem casar com uma mulher (somente) por sua beleza, irá ver nela o que não lhe apraz; mas quem casar com uma mulher por sua religião, Deus reunirá tudo isso para ele”. AI-Tahthib, vol. 7, p. 399

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Quem casar com uma mulher (somente) por sua beleza, Deus fará com que a beleza daquela mulher seja objeto de dano e confusão para ele”. Wasail-ash Shiah, vol. 20, p. 53

Disse o Imam Sajjad (A.S.): “Quem se casa pela causa de Deus, Imponente e Majestoso, e para fortalecer os laços de parentesco, Deus o premiará com a coroa da glória e da honra”. Man La Yahduruhul Faqih, vol. 3, p. 385

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Não vos caseis com uma mulher somente por sua beleza, visto que sua beleza pode causar nela impiedade, nem vos caseis pela sua riqueza porque sua riqueza pode causar nela desobediência; mas caseis com uma mulher religiosa pela sua fé”.
Al-Muhajjat al-Bayda, vol. 3, p. 85

Ganhar o Próprio Sustento


Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Maldito seja! Maldito seja! Quem descuida a quem tem obrigação de manter”. Man La Yahduruhul Faqih, vol. 3, p. 168

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Todo homem que é paciente com a esposa de maus modos e busca aquela paciência junto a Deus, Ele o agracia com a recompensa dos agradecidos (pelas mercês divinas)”. Man La Yahduruhul Faqih, vol. 4, p. 16

Disse o Imam Sadiq (A.S.): “Quem tolera a tarefa de ganhar dinheiro para (o conforto) da sua esposa é como aquele que luta pela causa de Deus”. Man La Yahduruhul Faqih, vol. 3, p. 168; Al-Kafi, vol. 5, p. 88

Disse o Imam Sadiq (A.S.): “Suficiente pecado para um homem é que descuide aqueles que dependem dele”. Man La Yahduruhul Faqih, vol. 3, p. 168

Disse o Imam Sadiq (A.S.): “Parte da felicidade do homem reside no fato de ser o sustentador da sua família”. Man La Yahduruhul Faqih, vol. 3, p. 168

As Esposas e o Bom Tratamento dos seus Maridos


Disse Deus, o Altíssimo: “Entre os Seus sinais está o de haver-vos criado companheiras da vossa mesma espécie, para encontrardes repouso nelas; e colocou amor e piedade entre vós. Por certo que nisto há sinais para os sensatos”. Surata ar-Rum (30:21) Quando o Sagrado Profeta (S.A.A.S.) recebeu informações de Umm Salamah a respeito de Uthman ibn Mazun, ele se dirigiu a seus seguidores e disse: “Vós vos distanciais das (vossas) mulheres? Por certo que eu vou com as mulheres, como durante o dia e durmo durante a noite. E quem deixa de lado a minha tradição não é dos meus”. Bihar al-Anwar, vol. 93, p. 73

Disse o Imam Sadiq (A.S.): “Quem deixa de lado o matrimônio por temor a pobreza, em verdade, desconfiou de Deus, Imponente e Majestoso”. Man La Yahduruhul Faqih, vol. 3, p. 385

Narrou-se do Imam al-Rida (A.S.): “Uma mulher disse o seguinte a Abu Jafar (o Imam Muhammad al-Baqir): ‘Que Deus te conceda retidão! Eu optei pelo celibato’. Ele lha disse: ‘E o que é celibato para ti?’. Ela disse: ‘Não quero casar-me nunca’. Ele disse: ‘E por que não?’. Respondeu: ‘Procuro virtude nisso’. Disse o Imam: ‘Vai-te daqui! Se houvesse alguma virtude nisso, Fátima, que as benções de Deus estejam sobre ela, teria sido mais digna de praticá-lo do que tu, visto que não há nenhuma (mulher) que a supere em virtudes’”. Bihar al-Anwar, vol.103, p. 219

Narrou Abu Abdullah (o Imam Sadiq): “Três mulheres foram ver o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.), e uma delas disse: ‘Meu marido não come carne’; outra disse: ‘Meu marido não usa perfume’; e a terceira disse: ‘Meu marido não se acerca das mulheres’. Então, o Mensageiro de Deus (protestando contra o comportamento deles) saiu arrastando o seu manto até subir ao púlpito de onde louvou a Deus e disse: ‘O que sucede com certos grupos de meus seguidores que não comem carne, não utilizam perfume e evitam se aproximar das suas esposas?’”. AI-Kafi, vol. 5, p. 496

Imam Sadiq (A.S.) disse que quando a esposa de Uthman ibn Mazun anunciou ao Profeta (S.A.A.S.) que o seu marido estava sempre ocupado jejuando e orando dia e noite sem dar a menor atenção a sua vida e esposa, o Profeta (S.A.A.S.) foi até a casa dele e o encontrou orando. Quando Uthman terminou sua oração, o Mensageiro de Deus disse: “Ó Uthman, Deus não me enviou com o celibato, mas me enviou com uma religião fácil e fluente (que protege os direitos do corpo e da alma). Eu jejuo, oro e associo-me com minha família. Quem aprecia minha natureza e minha crença deve seguir a minha tradição, minha Sunnah; e, certamente, o casamento faz parte da minha Sunnah”. AI-Kafi, vol. 5, p.494

Respeitar a Esposa


Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Ai da mulher que aborrece o seu marido e feliz é a mulher cujo marido está contente com ela”. Bihar al-Anwar, vol. 8, p. 310

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Quem tem duas esposas e não as trata equitativamente ao dividir sua pessoa e seus bens entre elas, será ascendido no Dia da Ressurreição acorrentado, com a metade do seu corpo encurvado até ingressar no Inferno”. Bihar al-Anwar, vol. 7, p. 214

Disse o Imam Baqir (A.S.): “Quem tomar uma mulher como esposa, que a respeite, já que a esposa de cada um de vós é como uma (delicada) boneca. Assim pois, quem casar com uma mulher, que não a arruine nem a desonre”. Bihar al-Anwar, vol. 103, p. 224

Disse o Imam Amir al-Muminin Ali (A.S.): “Sede cordiais com elas em qualquer caso e falai com elas de forma benévola, talvez assim elas melhorem as suas atitudes”. Bihar al-Anwar, vol. 103, p. 223

Imam Musa ibn Jafar (A.S.) narrou do seu pai (A.S.) que narrou do Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Sempre que a fé do homem aumenta, sua estima pelas mulheres (também) aumenta”. Bihar al-Anwar, vol. 103, p. 228

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Há três coisas deste mundo que eu aprecio: as mulheres, o perfume e o consolo dos meus olhos que se encontra na oração”. Al-Khisal, vol. 1, p. 183; Bihar al-Anwar, vol. 76 p. 141

Disse o Imam Amir al-Muminin Ali (A.S.): “O pior homem é aquele que confina a sua família”. Nur al-Absar Shablanjy

A Esposa e Agradar o seu Marido


Disse o Imam Baqir (A.S.): “Não há intercessor para a mulher mais efetivo ante Deus que a complacência do seu marido”. Bihar al-Anwar, vol. 81, p. 345

Imam Abu Hassan al-Rida (A.S.) narra do Imam Amir al-Muminin Ali (A.S.): “A melhor de vossas mulheres é a que possui cinco qualidades”. Perguntaram ao Amir al-Muminin (A.S.) quais eram aquelas cinco qualidades e ele (A.S.) respondeu: “(1) É aprazível, obediente, humilde e econômica para seu marido; (2) tem bom temperamento para com ele; (3) é cooperativa e prestativa nos momentos de dificuldade; (4) toda vez que seu marido está irritado ou depressivo, ela não descansa até encontrá-lo feliz e satisfeito; (5) quando seu marido está ausente, ela protege os seus pertences na sua ausência. Tal mulher é uma agente de Deus e o agente de Deus jamais será frustrado (isto é, será bem remunerado)”. Al-Kafi, vol. 5, p. 324

Disse o Imam Sadiq (A.S.): “Toda mulher que passa a noite encontrando o seu marido irritado com ela com razão, não terá a sua oração aceita até que ele esteja satisfeito com ela”. AI-Kafi, vol. 5, p. 507

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “O direito do homem sobre a mulher é que esta acenda a lâmpada, prepare a comida, que lhe receba à porta da casa com uma conversação agradável e que evite negar a si mesma para ele se não for por uma razão (justificada)”. Makarim al-Akhlaq, vol. 2, p. 246

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “A mulher não observa o direito de Deus, Imponente e Majestoso, até que observe o direito do seu marido”. Mustadrak al-Wasail-ash Shiah, vol. 14, p. 257

Disse o Imam Baqir (A.S.): “Certa feita uma mulher veio até o Profeta (S.A.A.S.) e disse: ‘Ó Mensageiro de Deus! Qual é o direito do marido sobre a sua mulher?’. Então, ele lhe respondeu: ‘Que ela lhe obedeça e não lhe ofenda’”. Wasail-ash Shiah, vol. 10, p. 527

As Características de Uma Boa Esposa


Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Não há mulher que sirva a seu esposo um copo d’água sem que isso seja para ela melhor que a adoração de um ano jejuando durante o dia e se mantendo de pé rezando durante a noite”. Wasail-ash Shiah, vol. 20, p. 172

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “… E é seu dever (da mulher para com seu marido) que se perfume com seus melhores perfumes, que se vista com suas melhores roupas, que se ornamente com seus melhores adornos e que esteja a sua disposição seja de dia ou de noite”. AI-Kafi, vol. 5, p. 508

Imam Amir al-Muminin Ali (A.S.): “A Jihad (luta pela causa de Deus) de uma mulher é ser boa esposa”. Nahjul-Balagha, dito 494

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Disse Deus, Imponente e Majestoso: ‘Quando eu quero reunir para um muçulmano o bem deste mundo e do Outro, Eu lhe concedo um coração piedoso, uma língua agradecida, um corpo paciente ante as aflições e uma esposa crente que lhe alegra quando ele a vê e que lhe protege no tocante a si mesma e a seus bens quando ele está ausente’”.
Usul-i-Kafi, vol. 5, p. 327

Disse Fátima al-Zahra (que a paz de Deus esteja com ela) ao seu marido, o Imam Ali: “Que minha alma seja sacrificada por ti e que minha pessoa seja uma proteção para tua! Ó Abul Hassan! Quando te encontrares em boa situação, estarei contigo e quando te encontrares em má situação, estarei contigo (também)”. Al-Kawkab Ad-Durri, vol. 1, p. 196

Disse o Imam Sadiq (A.S.): “Maldita seja! Maldita seja a mulher que molesta seu marido e lhe entristece! E bem-aventurada seja! Bem-aventurada seja a mulher que respeita seu marido, não lhe fatiga e lhe obedece em todas as circunstâncias!”. Bihar aI-Anwar, vol. 103, p. 252

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Por certo que a melhor de vossas mulheres é a que tem muitos filhos, a carinhosa, a que guarda segredos e é piedosa. Ela obedece ao seu marido e é honrosamente querida em sua família. Quando ela está com seu marido, ela revela seus atrativos, mas os oculta de qualquer outro que não seja ele. Ela ouve suas palavras e obedece as suas instruções. Quando a sós, ela se veste elegantemente e fica ávida por lhe oferecer generosamente tudo que ele quiser dela. Ela freqüentemente está enfeitada (para ele) e não se comporta vulgarmente como o pode fazer um homem”. Bihar al-Anwar, vol. 103, p. 235

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Dentre as coisas prósperas de um homem muçulmano está uma esposa piedosa, uma casa ampla (confortável), uma montaria agradável e um filho virtuoso”. Bihar al-Anwar, vol. 104, p. 98

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “A Jihad (luta pela causa de Deus) de uma mulher é ser boa esposa e a pessoa que tem mais direito sobre ela dentre todos é o seu marido”. Bihar al-Anwar, vol. 103, p. 256

O Divórcio e as suas Conseqüências


Disse Deus, o Altíssimo: “Quando vos divorciardes das mulheres, ao terem elas cumprido o seu período prefixado, (se quiserdes) tomai-as de volta eqüitativamente, ou libertai-as eqüitativamente. Não as tomeis de volta com o intuito de prejudicá-las ou para terdes vantagem indevida, porque quem tal fizer condenar-se-á. Não zombeis dos versículos de Deus, e recordai-vos das Suas mercês para convosco e de quanto vos revelou no Livro, com sabedoria, mediante o qual vos instruiu. Temei a Deus e sabei que Deus é Onisciente”. Surata Al-Baqarah (2:231) Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Casai e não vos divorciais, pois o divórcio faz estremecer o Trono divino”. Wasail ash Shiah, vol. 22, p. 9

Disse o Imam Sadiq (A.S.): “Por certo que Deus, Imponente e Majestoso, ama a casa na qual ocorre o casamento e se aborrece com a casa na qual acontece o divórcio. E não há algo mais odioso ante Deus, Imponente e Majestoso, do que o divórcio”. Al-Kafi, vol. 6, p. 54

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Por certo que Deus, Imponente e Majestoso, desgosta ou amaldiçoa todo homem ou mulher cuja intenção no casamento e no divórcio é tão-somente sentir o prazer que há nisso”. O Sagrado Profeta (S.A.A.S.) repetiu esse dito três vezes para enfatizar o fato de que qualquer homem que se divorcia da sua mulher para se casar com uma outra mulher e para obter o prazer da nova união, assim como qualquer mulher que pede divórcio com o mesmo propósito e se casa com outro homem está incorrendo na maldição de Deus. Al-Kafi, vol. 6, p. 54

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Aquela dentre as mulheres da minha comunidade que observa quatro condutas, merece o Paraíso: se protege a sua castidade, obedece a seu marido, realiza as cinco orações diárias e jejua no mês de Ramadan”. Bihar al-Anwar, vol. 104, p. 107

O Companheiro e a Amizade


Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “O homem é influenciado pela fé dos seus amigos, assim pois, que cada um de vós observai a quem tomas por amigo”. Bihar al-Anwar, vol. 74, p. 192

Disse o Imam al-Sadiq (A.S.): “Sê companheiro daquele mediante o qual vós vos adornais, e não o seja daquele que se adorna convosco” (isto é, faça amizade com aqueles que são superiores a você, de modo que o faça progredir). Bihar al-Anwar, vol. 76, p. 267

Disse o Imam al-Sadiq (A.S.): “Meu mais amado irmão é aquele que me conscientiza dos meus defeitos”. Bihar al-Anwar, vol. 74, p. 282

Disse o Imam Amir al-Muminin Ali (A.S.): “Certamente, há três (tipos de) amigos para o muçulmano: um amigo que lhe diz ‘eu estou contigo tanto em vida quanto em morte’, e esse é a sua ação; um amigo que lhe diz ‘eu estou contigo até o limite da tua tumba, depois te abandono’, esse é seu filho; e um amigo que lhe diz ‘eu estou contigo até que tu morras’, esse é a sua riqueza, a qual, quando morre, passa a ser dos herdeiros’”. Al-Khisal, vol. 1, p. 88

Disse o Imam Sadiq (A.S.): “Sede cuidadosos em ter amigos verídicos e tentai obtê-los, pois eles são um suporte durante a bonança e um amparo durante a aflição”. Bihar al-Anwar, vol. 74, p. 187

Disse o Imam Sajjad (A.S.): “A inteiração com os virtuosos convida à retidão”. Bihar al-Anwar, vol. 78, p.141

Disse o Imam Sajjad (A.S.): “Cuidado com a companhia dos pecadores e com a ajuda aos opressores”. Bihar al-Anwar, vol. 78, p.151

A Má Amizade

Disse o Imam Sadiq (A.S.): “Quem procura a companhia daqueles que insultam os amantes de Deus, está desobedecendo a Deus, Elevado seja”. Usul-i-Kafi, vol. 2, p. 379

Disse o Imam Sadiq (A.S.): “Quando fordes informados de um companheiro cometendo uma ação vil, ide até ele e lhe digas: ‘Ó fulano, abstende de cometer esse pecado ou se não mantenhas distância de mim’; então, evitai-o se ele não o fizer”. Wasail-ash-Shiah, vol. 16, p. 146

Imam Sadiq (A.S.) narrou do seu pai, Imam Muhammad Baqir (A.S.), o qual disse que seu pai, Ali ibn Hussain (A.S.), declarou: “Ó filho! Observe cinco (tipos de pessoas), de modo que não te juntes com eles, não fales com eles, nem lhes acompanhes num caminho”. Então, Imam Baqir (A.S.), perguntou a seu pai quem eram eles e que ele lhes introduzisse a ele. Ele respondeu: “Abstenha-te de associar-te com o mentiroso. Ele é como uma miragem que te faz parecer próximo o que está longínquo e te faz parecer longínquo o que está próximo. Abstenha-te de associar-te com uma pessoa imoral, pois ele te venderá pelo preço de uma migalha ou menos que isso. Abstenha-te de associar-te com o avarento, pois te privará da sua riqueza quando mais necessitares dela. Abstenha-te de associar-te com um néscio, visto que querendo beneficiar-te, prejudicar-te-á. Abstenha-te de associar-te com quem corta seus vínculos familiares, pois eu o encontrei (tal pessoa) amaldiçoado no Livro de Deus, Imponente e Majestoso, em três ocasiões”.

Nota: Elas são: Surata al-Baqarah (2: 27); Surata Ar-Ra’d (13: 25) e Surata Muhammad (47: 22). Al-Kafi, vol. 2, p. 641

Imam Amir al-Muminin Ali (A.S.) disse: “Ó Kumail! Dizei a verdade em qualquer circunstância. Fazei amizade com o justo e evitai os corruptos, afastai-vos dos hipócritas e não vos associais com o traidor”. Mustadrak al-Wasail, vol. 12, p. 197

Servir às Pessoas

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Quem reconforta o seu irmão de uma aflição na vida terrena, Deus lhe reconfortará de uma das aflições do Dia da Ressurreição”. Shahab al-Akhbar, p. 194

Disse o Imam Hussain (A.S.): “O fato de as pessoas necessitarem de vós é uma das benções de Deus para vós, com efeito, não vos angustie em função dessas benções”. Bihar al-Anwar, vol. 74, p. 318

Disse o Imam Amir al-Muminin Ali (A.S.): “Que nenhum de vós sobrecarregue o seu irmão com o feito de ter que pedir, se é que conhece a sua necessidade”. Bihar al-Anwar, vol. 74, p. 166

Imam Sadiq (A.S.) narrou dos seus antepassados, os quais narraram do Mensageiro de Deus (S.A.A.S.), o qual disse: “Aquele que alimenta um crente para saciá-lo, Deus lhe alimentará com os frutos do Paraíso; aquele que o vista para cobrir a sua nudez, Deus lhe concederá roupas de seda e de brocado; aquele que mata a sede de um crente, Deus lhe dará de beber do ‘néctar selado’, e aquele que o ajuda ou o alivia de uma aflição, Deus lhe colocará sob a sombra do Seu Trono no dia em que não haverá sombra além da Sua”. Bihar al-Anwar, vol. 74, p. 382

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “As criaturas são os dependentes do sustento de Deus, com efeito, a criatura mais amada por Deus é aquela que é prestativa aos dependentes de Deus e que faz os membros da família de uma casa feliz”. AI-Kafi, vol. 2, p. 164

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Aquele que ajudar um crente, Deus, Imponente e Majestoso, lhe removerá setenta e três aflições; uma neste mundo e setenta e duas aflições quando acontecer a Grande Aflição, (no dia) em que as pessoas estarão ocupadas consigo mesmas (no Outro mundo)”. Al-Kafi, vol. 2, p.199

Conceder Empréstimo

Disse o Profeta (S.A.A.S.): “Aquele a quem seu irmão muçulmano se dirige (por seus problemas econômicos) e não lhe concede empréstimo, Deus lhe vedará o Paraíso no dia em que os benfeitores serão recompensados”. Bihar al-Anwar, vol. 76, p. 369

Disse o Profeta (S.A.A.S.): “Aquele de quem o seu irmão muçulmano necessita de um empréstimo, mas ele não lhe concede, Deus lhe vedará o Paraíso no dia em que os benfeitores serão recompensados”. Bihar al-Anwar, vol. 76, p. 367

Ajudar o Necessitado

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Perguntai aos sábios, dialogai com os eruditos e associai-vos com os pobres”. Tuhaf al-Uqul, p. 34

Disse o Imam Amir al-Muminin Ali (A.S.): “A causa da cessação da riqueza (do indivíduo) é o feito de negar ao necessitado”. Ghurar al-Hikam, vol. 4, p. 190

Disse o Amir al-Muminin Ali (A.S.): “Narrou o Profeta de Deus (S.A.A.S.), Elevado seja, que na noite de ascensão aos céus disse: ‘Ó Ahmad! Meu amor está na ação de amar os pobres. Aproximai-vos do pobre e situai-os perto de vós, de modo que eu me aproxime de vós...’”. Al-Hayat, vol. 2, p. 51

Disse o Imam Sadiq (A.S.): “Quem quer que alimente um crente até saciar-lhe, nem um ser humano dentre as pessoas, nem um anjo próximo, nem um Mensageiro divino entenderá quão grande será a sua recompensa no Outro mundo, exceto Deus, Senhor do Universo” Então, ele acrescentou: “Entre as coisas que acarretam o perdão se encontra o feito de alimentar um muçulmano faminto”. Depois disso, ele recitou a palavra de Deus, Imponente e Majestoso: “Ou alimentar num dia de fome, um parente órfão, ou o indigente necessitado” (Surata Balad, n. 90, versículos 14 ao 16) . Al-Kafi, vol. 2, p. 201

Donativo e Alegrar um Crente

Disse o Mensageiro de Deus (A.S.): “Quando a esmola sai das mãos do seu dono (esta) pronuncia cinco frases: ‘No começo eu não existia e vós me deste vida; eu era insignificante e vós me engrandecestes; eu era um inimigo e vós me tornastes um amigo; vós costumava me proteger, mas agora eu vos protegerei até o Dia da Ressurreição”. Al-Ithna Ashariyyah, p.223

Disse o Imam Kazim (A.S.): “Quem alegra um crente, primeiro agradou a Deus, em segundo lugar, o Profeta e em terceiro, a nós (Ahl al-Bait)”. Bihar al-Anwar, vol. 74, p. 314

Disse o Imam Amir al-Muminin Ali (A.S.): “Deus, o Glorioso, fixou o sustento do pobre na riqueza do rico. Portanto, nenhum pobre passa fome, senão pelo que há deixado de dar um rico”. Nahjul Balagha, p. 533, dito 328

Imam Sadiq (A.S.) disse: “Por Deus, aquele que veda sua riqueza a um crente necessitado nunca provará do alimento do Paraíso, nem beberá do ‘néctar selado’”. Bihar al-Anwar, vol. 75, p. 314

Dar no Caminho de Deus

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “A situação da minha comunidade continuará sendo boa enquanto eles forem fiéis (uns com os outros), retornarem os depósitos (aos seus legítimos donos) e derem o zakat (dos seus bens); mas se eles não cumprirem essas obrigações, serão afligidos com a fome e escassez”. Wasail-ash Shiaah, vol. 6, p.13

Imam Amir al-Muminin Ali (A.S.) disse: “Ó filhos de Adão! Sede vosso próprio representativo no que concerne a sua propriedade e faças com ela tudo que quiserdes que seja feito com ela depois da sua morte”.

Nota: O significado é que se uma pessoa deseja que depois da sua morte uma porção da sua propriedade seja despendida em caridade, ela não deve esperar pela sua morte, mas deve gastá-la como ela desejar durante a sua vida, pois é possível que depois da sua morte os seus sucessores não ajam de acordo com o seu testamento ou que ele não tenha nem mesmo a oportunidade para escrever um testamento. Nahjul-Balagha, p. 512, dito 254

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Dai esmola e curai vossos enfermos mediante a mesma, já que a esmola remove vossos infortúnios e enfermidades, assim como prolonga vosso período de vida e aumenta vossas recompensas”. Kanz al-Ummal, vol. 6, p. 371

É narrado do Profeta (S.A.A.S.) que disse: “Quando eu ascendi ao céu, eu vi três linhas escritas na porta do Paraíso: a primeira linha dizia: ‘Em nome de Deus, o Clemente, o Misericordioso. Eu sou Deus, não há divindade além de Mim, Minha Misericórdia precede a Minha ira’. A segunda linha dizia: Em nome de Deus, o Clemente, o Misericordioso. A esmola é reembolsada dez vezes, o empréstimo dezoito e manter o vínculo com os parentes trinta vezes’. A terceira linha dizia: ‘Quem conhece a Minha Posição e Minha Soberania nunca me acusará no concernente ao sustento’”. Al - Ithna Ashariyyah, p. 85

Narrou Tawus ibn al-Iaman o seguinte: Escutei Ali ibn al-Hussain (A.S.) dizer: “Os sinais do crente são cinco”. Perguntei: “E quais são? Ó filho do Mensageiro de Deus!”. Ele disse: “O temor a Deus ao encontrar-se só, dar esmola num momento de escassez, a paciência ante a aflição, a indulgência num momento de ira e ser veraz ante o temor”. Al-Khisal, p. 127

Ter Boas Relações com os Parentes

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Aquele que deseja que seu sustento seja incrementado e o dia da sua morte, adiado, que mantenha e melhore seu vínculo com os parentes”. Bihar al-Anwar, vol. 74, p. 89

Disse o Imam Ali ibn Musa al-Rida (A.S.): “A riqueza não se acumula (excessivamente), senão por cinco coisas: uma avareza extrema, altas expectativas, uma cobiça dominante, cortar os vínculos com os parentes e preferir este mundo ao outro”. Bihar al-Anwar, vol. 73, p. 138

Disse o Imam Muhammad Baqir (A.S.): “Ter boas relações com os parentes possui (cinco vantagens): a purificação (e aceitação) das ações, aumenta a riqueza, repele as aflições, facilita o cômputo (no Dia do Juízo) e prolonga a vida”. Usul-i-Kafi, vol. 2, p. 150

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Há três (tipos de pessoas) que não ingressarão no Paraíso: os bebedores de vinho, os que se dedicam à bruxaria e os que cortam seus vínculos familiares”. Al-Khisal, p. 179

Ser Benevolente para com os Pais

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “A complacência de Deus está na complacência dos pais e Seu enfado se encontra no enfado de ambos”. Mustadrak al-Wasail-ash-Shiah, vol. 15, p. 176

Disse o Imam Sadiq (A.S.): “As melhores ações são: orações pontuais, benevolência para com os pais e lutar no caminho de Deus”. Bihar al-Anwar, vol. 74, p. 85

Disse o Imam Sadiq (A.S.): “Aquele que deseja que Deus, Imponente e Majestoso, lhe mitigue a agonia da morte, que tenha boas relações com seus parentes e seja benevolente para com seus pais. Quando a pessoa age assim, Deus lhe facilita a agonia da morte e jamais lhe aflige com a pobreza neste mundo”. Safinat al-Bihar, vol. 2, p. 553

Disse o Imam Sadiq (A.S.): “Quem mirar os seus pais com olhos de ódio, embora eles tenham sido injusto com ele, Deus não aceitará as suas orações (a menos que ele se arrependa)”. Usul-i-Kafi, vol. 2, p. 349

Disse o Imam Sadiq (A.S.): “Tratai com benevolência vossos pais, de modo que vossos filhos façam o mesmo convosco e atuai com pudor em relação às esposas dos demais, de modo que as vossas mulheres permaneçam pudicas”. AI-Kafi, vol. 5, p. 554

Disse o Imam Sadiq (A.S.): “Certa feita, uma pessoa veio até o Profeta (S.A.A.S.) e lhe perguntou acerca da benevolência para com os pais. Então, ele (S.A.A.S.) respondeu: Sede benevolente para com vossa mãe, sede benevolente para com vossa mãe, sede benevolente para com vossa mãe; sede benevolente para com vosso pai, sede benevolente para com vosso pai, sede benevolente para com vosso pai; havendo começado com a mãe antes que com o pai”. Al-Kafi, vol. 2, p. 162

Os Direitos dos Filhos

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Ó Ali! Deus amaldiçoou os pais que fazem com que seus filhos sejam desobedientes, amaldiçoando-os”. Wasail-ash-Shiah, vol.21, p. 290

Disse o Imam Amir al-Muminin Ali (A.S.) a um dos seus seguidores: “Não devoteis a maior parte da vossa atividade a vossa esposa e vossos filhos, haja vista que se vossa esposa e filhos são amigos de Deus, deveis saber que Deus não abandona os Seus amigos e se eles são os inimigos de Deus, então porque deveis vos preocupar e vos manterdes ocupados com os inimigos de Deus”. Nahjul-Balagha, p. 536, dito 352

Disse o Imam Sadiq (A.S.): “Apressai-vos em ensinardes as tradições (da Ahl al-bait) a vossos filhos antes que as pessoas corruptas vos precedam, corrompendo-os”. Al-Kafi, vol. 6, p. 47

Disse o Imam Sadiq (A.S.): “A benevolência do homem para com seu filho é como a sua benevolência para com seus pais”. Man La YahduruhuI Faqih, vol. 3, p. 483

Disse o Imam Amir al-Muminin Ali (A.S.): “O direito do filho sobre seu pai é que ele lhe dê um belo nome, uma boa educação e lhe ensine o Alcorão”. Nahjul Balagha, dito 399

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Ensinai a vossos filhos a natação e o tiro com arco”. AI-Kafi, vol. 6, p. 47

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Quando vossos filhos alcançarem sete anos, ensinai-lhes as orações; quando eles tiverem dez anos de idade, admoestai-os seriamente (para que eles a realizem) e separai os seus leitos de dormir”. Kanz al-Ummal, vol. 16, n. 45330

Disse o Imam Sajjad (A.S.): “O direito do vosso filho é que saibais que ele é proveniente de vós e que nesta vida passageira vos será relacionado o mal e o bem que realizar. Vós sois responsáveis pelo seu treinamento e finos ensinamentos, guiando-o a seu Senhor, Imponente e Majestoso, e o ajudando a obedecê-Lo. Portanto, estejais certo que se vós fizerdes um favor para seu filho, vós obterá isso e se vós atuardes malvadamente contra ele, isso se voltará contra vós também”. Man La Yahduruhul Faqih, vol. 2, p. 622

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Honrai vossos filhos e educai-os bem, assim, vós sereis perdoados por Ele”. Bihar al-Anwar, vol. 104, p. 95

A Amamentação


Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Assim és, no período entre a sua gravidez e o parto e até que ela deixa de amamentar a criança, a mulher tem uma recompensa como a de um soldado que pela causa de Deus protege as fronteiras do Islam. Se ela morrer durante esse período, ela terá a posição de um mártir”. Man La Yahduruhul Faqih, vol. 3, p. 561

Disse o Imam Amir al-Muminin Ali (A.S.): “Não há leite do qual um menino mama com mais bênçãos do que o leite da sua mãe”. Wasail-ash Shiah vol. 21, p. 452

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Quando uma mulher engravida, ela tem a posição de um guerreiro que jejua durante o dia, permanece erguido à noite orando e combate com seus bens e pessoa no caminho de Deus. Depois, quando ela dá a luz, haverá para ela tão grande recompensa junto a Deus que ela não pode conceber quão magnífico ela será. Quando ela amamenta (a criança), ela terá por cada mamada o equivalente à libertação de um escravo da descendência do profeta Ismael (A.S.). E quando completa a sua amamentação, um anjo ao seu lado lhe diz para recomeçar a ação novamente, pois certamente ela foi perdoada”. Bihar al-Anwar, vol. 104, p. 106

Disse o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.): “Não há para o bebê melhor leite que o leite da sua mãe”.
Mustadrak al-Wasail, seção 48