Biografia do Imam khamenei

Nascimento e Linguagem

Sua Eminência Ayatullah al-‘Udhma al-Haj as-Sayyid ‘Ali al-Husaini al-Khamenei nasceu no ano de 1939 na cidade de Mshhad, Irã, numa tradicional e respeitada família de sábios religiosos.

Seu pai, Ayatullah al-Haj as-Sayyid Jawad, era um dos eruditos (‘ulama) de Mashhad. Por muitos anos ele liderou as rezas do fajr na mesquita de Guharshad e as rezas do dhuhur e ‘Isha na mesquita de Bazaar-e-Mashhad.

Sua mãe era filha di Sayyid Hashim Najafabadi (MirDamadi), um dos mais conhecidos ‘ulamas da época de Mashhad.Foi uma honrosa e casta mulher, e qual possuia muito conhecimento religioso, além de seu alto grau de princípios morais.

Sua infância

Ayatullah al-‘ Udhma Sayyid ‘Ali Khamenei viveu sua infância sob os cuidados de seu pai, o qual era um adorável pai e comprometeu-se a educar seus filhos da melhor maneira, sem medir esforços para ensiná-los.

Foram tempos muitos difícies devido à pobreza em que viviam. Sayyid Khamenei referiu-se a isso dizendo: “...posso recordar de algumas vezes que não tinhamos nada para comer. Na hora do jantar,minha mãe pegava o dinheiro que minha avó dera a mim e a meus irmãos e irmãs e comprava leite e passas para comermos com pão”.

Sua Educação e Estudos

Aos cinco anso de idade, Ayatullah al-‘Udhma Sayyid ‘Ali Khamenei e seu irmão mais velho, Sayyid Muhammad, foram mandados para Maktabkhaneh (aulas de Alcorão). Daí entraram para escola primária de religião chamada ‘Dar ut Ta’lim e Diyanati’.

Após o término da escola primária frequentou uma escola estadual no período noturno (sem o conhecimento de seu pai) e obteve um certificado.Depois, entrou uma escola secundária na qual cursou durante dois anos e obteve um outro certificado.

Aos quatorze anos de idade foi estudar Ciências Religiosas na Escola Sulaiman Khan.Após ter completado o estudo de Gramática árabe e parte de Ciências Religiosas, estudou Estudos Intermediários de Religião (Sutuh) e Lum’ah (conciso, porém compreensível texto de Fiqh). Consequentemente, ele juntou-se os seminaristas religiosos afim de completar o Sutuh, aos dezesseis anos. Com isso,pôde frequentar as Bahthil Kharij (aulas de graduação) sob a supervisão do Ayatullah al-‘Udhma Khamenei passou maior do seu tempo estudantil em Mashhad. Em 1947 ele visitou a sagrada cidade de Najaf onde estudou por dois anos e em1958 migrou para a cidade de Qom na qual estudou por seis anos.

A carreira de professor

Sua Eminência , Ayatullah al-‘Udhma Sayyid Khamenei começou a ensinar cedo, já na sua vida estudantil. Qualquer assunto que aprendesse com sua ingenuidade e grande devoção, ele ensinava com maestreza.

Ele explica “...Eu comecei logo após a graduação da escola primária, durante os estudos religiosos no Seminário islâmico. Eu supervisionava o aprendizado de dois estudantes mais velhos.

Até 1958, quando passei a morar em Mashhad, eu costumava ensina Sintáxe e Gramática árabe, Retórica, princípios de jurisprundência e Jurisprundência. Em Qom, eu também combinei estudos como ensinar.Quando retornei a Qom para Mashhad, em 1964, ensinar era uma das minhas principasi ocupações.Durante esses anos até 1977, eu orientei estudantes de avaçado nível em Sutuh,Makasib (profundo texto de Fiqh) do Sheikh Ansari em Jurisprudência e Kifayah em usul (profundo texto sobre os princípios da Jurisprudência)e’Aqaid (crenças).

Ayatullah al-‘Udhma Sayyid ‘Ali Khamenei obteve licença para exercer Ijtihad (dedução para julgamentos legais ) de seu professor, Ayatullah al-‘Udhma Hairi, em 1974, após ter frequentado as bahth ul-kharij por mais de quinze anos.

Durante sua carreira política após a vitória da revolução, como é testemunho por seus colegas acadêmicos, ele nunca abandonou suas pesquisas e suas aulas, aproveitou seu tempo aperfeiçoando suas habilidades e empenhou-se em seus estudos principalmente os de Fiqh.

Sua luta de 1962 em diante

Dedicou grande parte de sua vida em suas lutas, seja em seus escritos, discusos, até mesmo pegando em armas, principalmente após o início da Revolução Islâmica em 1963. Uma descriçõa detalhada de toda trajetória ocuparia uma série de volumes, contudo aqui escreveremos um breve sumário.

Respondendo ao chamado do Imam Khomeini ( que sua alma descanse em paz) em 1962, assumiu a um vigoroso papel: com coragem e fervor disseminou as idéias da Revolução em cada canto do Irã, juntamente com outros ‘ulamas, entidades religiosas estudantes.Suas instruções e incitações foram impressas e lagarmente disseminadas por todas as forças populares. Esse novo vigor e entusiasmo rapidamente por todos os centros de Teologia do país, especialmente pelo Seminário de Mshhad.

Ayatullah al-‘Udhma Sayyid Khamenei teve uam participação decisiva nesse levante. Ao longo de suas atividades em Qom, ele fortaleceu seus vínculos com ‘ulamas e estudantes de Mashhad; contando com a cooperação de ‘ulamas em Khurasan, ele conseguiu mobilizar centenas de estudantes e religiosos.

Seus sermões fervorosos expondo a deslealdade do regime vigente na época e incitando atividades contra a opressâo das leis de Pahlevi que o caçaram impondo-lo severo tratamento (ao Sayyid Khamanei).

Ele foi forçado a humilhantes trabalhos, confinado à prisão solitária, foi insultado e severamentepunido por torturas, além de constantemente sua vida estar ameaçada.

Após ter saído da prisão, Ayatullah al-‘Udhma Khamenei decidiu permanecer em Mashhad em vez de sair e retornar de Teerã a Qom e continuou com suas aulas. Deu aulas de Tafsir alcorânica e lecionou para jovens estudantes religiosos.

Usufruiu dessas aulas para disseminar as idéias revolucionárias, formando uma cadeia de informações e centros pensantes. Essas classes formaram um eixo de dissensão islâmica e sentimentos populares.

Todas as atividades, concernentes ao conhecimento, ensinamento, jihad (esforços pela causa de Deus) e prestação de serviços contribuiram para que o Ayatullah al-‘Udhma Khamenei tornasse-se , com o tempo, um dos focos de jihad em Mashhad; pessoas vinham de lugares longínquos do Irã para conhcê-lo. Por sua vez, Sayyid Khamenei teve contato com pessoas de todas as regiões.

Com certeza, ele ganhou respeito iraniano por sua integridade, morabilidade e coragem.Convites para palestras e lecionar em diversos corpos e instituições de muitas cidades iranianas como Isfahan,Kirman, Yazd e Teerã aparecem aos montes. E não mediu nenhum esforço pra que sua meta fosse comprida, dizendo a verdade sobres as práticas dos regime e encorajando a nação à sublevação popular.

Além de suas palestras, livros também foram escritos e traduzidos dando maior fervor à Revolução. Livros como O tratado de Imam al-Hassan: o futuro é esta religião e O papel dos muçulmanos na Revolta Indiana proporcinaram uma educação à juventude, levando-os à Revolução.

Após a morte do Ayatullah al-‘Udhma Burujardi em 1970, Ayatullah al-‘Udhma Sayyid Khamenei engajou-se na tarefa de promover o Imam Khomeini em um Marj’a (autoridade religiosa); de 1968 a 1971 testemunhou a construção pacífica de uma cultura revolucionária.

Os jovens ainda estavam dando seus primeiros passos a caminho da Revolução islâmica; os sábios tornaram-se suas mais mortíferas armas.

O futuro não os privou de uma oportunidade para espalharem os conhecimentos islâmicos, utilizando dos os meios possíveis, fosse no púlpito de uma mesquita ,em salas de aulas, em sessões abertas para a discussão, na publicação de livros ou folhetos, etc. Sayyid Khamenei domina este período de “período das atividades clandestinas.”

Como ele era sutilmente responsável pela formação revolucionária de muitas pessoas, quem estabelecia contato com muitos ativistas, ele aceitou combinar as aulas e a tarefa de liderar as rezas, sendo o Imam de uam congregação.

Capitalisando a força que o movimento islâmico tinha alcançado, entenderam que era o momento de criar células islâmicas, encabeçadas por ‘ulamas e demais conhecidos jurisprudentes e políticas ao invés de indivíduos comuns.A primeira dessas células foi comandada pelo Imam Khomenei em Mashhad e supervisionada por um ‘ulama revolucionário. A partir de então, nasceu a Liga dos Mujahidin ‘Ulama; sua urgência surgiu com o anseio de fundar uma República islâmica após a revolução.

As atividades da Liga firam responsáveis pela mobilização de milhões de pessoas que marcharem nas ruas das principais cidades duante o período de 1977 e 1978. O papel de Sayyid Khamenei e manter a liga foi efetuado.Valeu a pena seu exílio em 1965.

Seu exílio durou até 1978, o ano em que as massas tomaram a frente da revolução ocasionando a derrocada do regime do Xá. Avaliando sua situação em meio ao motin eclodido. Sayyid Khamenei retorna à Mashhad para continuar o jihad.

Durante e após a revolução

a)Membro ativo e administrador do Conselho Revolucionário;

b)Membro do Comitê de recepção ao Imam Khomeini;

c)Representante do Imam Khomeini ao Conselho Revolucionário no Ministério da Defesa;

d)Comandante da Guarda Revolucionária;

e)Imam das rezas sexta-feira em teerã;

f)Membro do Conselho Consultativo Islâmico no primeiro mandatt;

g)Conselheiro do Imam Khomeini no Conselho de Suprema Defesa;

h)Presidente da República por dois mandatos consecutivos.

Sua liderança

Após a morte do fundador da Revolução Islâmica, o Supremo Conselho elegeu por unanimidade Sayyid Khamenei para liderar a Revolução Islâmica e a Nação muçulmana.

Durante sua sábia liderança foi bem sucedido em cumprir com suas responsabilidades da mesma maneira inicialmente propostas pelo Imam Khomeini.

Pedimos a Deus que continue proporcionando-lo liderança e sabedoria até o reaparecimento do Salvador da humanidade, o verdadeiro líder da Revolução Mundial Islâmica, o Sagrado Imam al-Mahdi (que nos sacrifiquemos em prol de seu caminho).

 “No exato momento da tentativa de meu homícidio, precenti que Deus havia me incumbido de uma grande tarefa para a qual eu estava preparando.No início, eu nõa conhecia a natureza dessa tarefa, porém não tinha dúvida de que poderia carregá-la sobre meus ombros a Sua maneira, servindo à revolução e a vocês, à nação.”